• No products in the cart.
Finalizar Compra

Adega de Vidigueira espera ano de qualidade promissora

Adega de Vidigueira espera ano de qualidade promissora

Os cerca de 300 associados da Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito (ACVCA) começam hoje a sua habitual vindima, após terem cuidadosamente acompanhado durante todo o ano agrícola o desenvolvimento das suas uvas.

«Colhe-se aquilo que se plantou, e que se cuidou», como se diz no campo, e este é um tempo associado às colheitas. Nas próximas semanas, é em ambiente de grande trabalho e de festa, que serão apanhadas cerca de 9 500 toneladas de uvas, que depois de processadas na ACVCA, darão origem aos extraordinários vinhos desta cooperativa.

«Esperamos manter este ano os níveis de receção de uvas e de produção de vinhos do ano transacto. Isto deixa-nos confiantes, embora reconheçamos que a qualidade das uvas este ano pode ser ligeiramente superior ao ano passado, já que as condições climatéricas foram bastante mais favoráveis», adianta o engº José Miguel Almeida, Presidente do Conselho de Administração da Adega.

O engº Luís Morgado Leão, enólogo da Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito, refere que «A casta Antão Vaz apresenta-se este ano com cachos bem formados, que evoluíram muito bem ao longo do ano, de uma forma equilibrada.». E acrescenta: «Como não houve problemas de doenças, nem ondas de calor e choques de temperatura como nos últimos dois anos, estou convencido que, quer em brancos quer em tintos, vamos ter vinhos este ano de uma qualidade bem interessante».

Na Adega este é também o momento de continuar a contar com o precioso apoio do Centro de Análise e Pesagem das uvas (CAP), assim como com os novos equipamentos entretanto instalados, nomeadamente a linha de receção de uvas tintas, a zona de fermentação com capacidade para 1,2 milhões de quilos, e uma nova prensa pneumática.

 

Scroll to top